terça-feira, março 14, 2006

Leite

-Porque é que vertes o leite tão devagar para a chávena?
-Para que subsista em mim durante mais tempo a ideia de que ele pode ser suficiente para enchê-la.

3 comentários:

Mariana... disse...

Quero que subsistas em mim durante mais tempo (para sempre!) para me encheres da tua sabedoria, bondade e doçura...
Amo-te.

conteúdo latente disse...

Além da Terra, além do Céu,
no trampolim do sem-fim das estrelas,
no rastro dos astros,
na magnólia das nebulosas.
Além, muito além do sistema solar,
até onde alcançam o pensamento e o coração,
vamos!
vamos conjugar
o verbo fundamental essencial,
o verbo transcendente, acima das gramáticas
e do medo e da moeda e da política,
o verbo sempre amar,
o verbo pluriamar,
razão de ser e de viver.

Carlos Drummond de Andrade

amo-te, tu sabes que sim @

Clarissa disse...

De mansinho, um sorriso,para não perturbar...
Beijocas :)