sábado, novembro 03, 2007

Este devia ser o teu último poema,
Mas não sou capaz
De escrevê-lo até ao fim,
Da mesma forma
Que não vi a palavra
Fim
Aparecer no fim de um
Filme de onde saímos desfeitos
Por não sermos
Actores.
As lágrimas presas nos meus olhos
Escuros
Deviam ser as últimas
Porque são límpidas.
Mas não tenho paz para que
Estas sejam as últimas
Lágrimas,
Nem tenho força para que este
Seja o último poema.

3 comentários:

Mariana disse...

(Dizes) tanto por tão pouco...

Nox disse...

Nunca seremos actores, se do filme retirarmos a dor e o Fim não aparecer no ecrã. Somos apenas os figurantes...
Bonito*

Ophelia Queioz disse...

Tenho na tua falta de força parte do meu sustento.