quinta-feira, abril 10, 2008

Partilhar solidões
Não é deixar de estar só.
Pudesse alguém saber
As esquinas e as ruas
Que se correm,
As histórias que se contam ou
As noites que se dão,
Numa partilha desesperada
Que nunca cura.

1 comentário:

Tatiana disse...

Divorcia-te da tua solidão..









coiso. :)